Eu sou André Vianco!


Inscreva-se na minha newsletter e fique sempre atualizado sobre novos livros, contos, encontros com leitores, eventos e também novas promoções. Não percar nada:

POSTS RECENTES

  • Eles estão voltando!

    As crônicas do fim do mundo 2.

     

    10  de Novembro de  2018

  • Você também gosta da arte de escrever?

    29 outubro 2018

  • Penumbra é um passeio entre as sombras e o esquecimento.

    06 junho 2018

NÃO PERCA NOVIDADES! INSCREVA-SE:

CATEGORIAS

Séries, Netflix, Storytelling.

A Maldição da Residência Hill

23 de Novembro de  2018

Fazia muito, mas muito tempo que eu não assistia algo tão incrível dentro do gênero do Terror em séries. A Maldição da Residência Hill é um mecanismo de teletransporte para outro mundo, onde os fantasmas estão em todo lugar, o tempo todo e, principalmente, dentre de cada um de nós ou dos condenados da família Hill.

São tantas camadas de boa narrativa que você sai tonto deste baile, dessa ode ao Terror.

 

Por falar nisso, desde a série da AMC "The Terror" eu não assistia algo tão envolvente no gênero.

 

Cada um dos dez episódios de "A Maldição da Residência Hill" é um passeio, um mergulho no medo e no belo. Não só a estética da produção é envolvente, acho que a estética da construção dramática é o grande prêmio de quem acompanha essa balada gótica, minuto a minuto, remando numa canoa, adentrando cada vez mais e mais num lago escuro e imenso e cheio de melancolia.

 

O medo é o abandono da lógica, o abandono voluntário dos padrões racionais, mas, ao que parece, o amor também.
O amor é o abandono da lógica, o abandono voluntário dos padrões racionais. Nós cedemos a ele, ou o combatemos, mas não existe o meio-termo.
Sem ele, não somos capazes de existir com sanidade sob condições de absoluta realidade​

Você quer brincar de chazinho?

A história "parece" ser contada do ponto de vista do filho primogênito Steve do casal Hill. Ele é o mais velho de 5, começa a história como um escritor famoso e reconhecido justamente pelo livro onde expõe sua família e suas desgraças, cético quanto a fantasmas e espíritos, dando ao leitor a certeza de que tudo o que se passou com a família Hill foram fenômenos gerados por uma infeliz herança genética que tinha dado a cada um dos familiares Hill o seu quinhão de loucura, neuroses e psicopatias, ou seja, Steve Hill quer trazer luz para as trevas que devoraram seu passado e de seus irmãos, pai e sua doce mãe e expulsar qualquer possibilidade de contato com místico ou o paranormal.

Steve acredita tanto que o mal está entranhando em seu gene que assim que se torna um adulto opta pela vasectomia para não correr o risco de espalhar sua semente maldita por ai.

Bem... mas Steve é só um dos sete flagelados da família Hill e caiu direitinho no poço sem fim da maldição residente naquele imenso casarão.

É óbvio que Steve está errado e não há quase nada de racional para trás e as forças das quais seu pai lutou para salvá-los estão de volta, batendo à porta de cada um dos irmãos da família.

 

É uma história de terror, sim! Mas é bela, é um passeio pela dureza humana e pela dificuldade de nos mantermos sãos enquanto fazemos esse nosso também melancólico passeio pela vida.

 

Entre nessa canoa sem medo e reme sem olhar para para trás.

André Vianco

Escritor, Roteirista, Pennydreadful e papai 24/7.

Eventos, Os livros do Vianco, Encontro com Leitores

Santos Criativa Geek Festival

05 de Novembro de 2018

Encontrar com meus leitores é sempre uma delícia. E muitas vezes, como o da foto ai de cima, são reencontros. Essa família santista me acompanha desde o meu primeiro livro e ainda assim foi uma surpresa me deparar com essa galera na última edição do Geek Festival de Santos. Eu estou com uma fotografia na mão onde esse "rapazinho" ai do meio (o Miguel, batizado assim em homenagem ao nome de um dos meus personagens mais queridos!) era só um bebezinho! Agora, 14 anos depois, o neném virou um cara muito maneiro, graças as esses pais leitores, maravilhosos, e veio me encontrar para bater papo. Foi uma tarde deliciosa em Santos, com direito a passeio pela serra e uma plateia entusiasmada e fazendo perguntas.

 

Quando a gente escreve com alma, para leitores que amam essa pitada de sombrio e drama, os encontros são sempre vibrantes e ver vocês leitores, trazendo uma pilha de livros para eu assinar, acreditando em cada linha do que eu escrevo, me enternece demais, faz valer a pena toda essa jornada.

 

Muito obrigado a todos que estiveram lá.

André Vianco

Escritor, Roteirista, Pennydreadful e papai 24/7.

Você também gosta de escrever e quer ser um(a) autor(a) profissional?

Inscreva-se na newsletter do Vianco "Vivendo de Inventar" onde ele compartilha dicas e técnicas para você transformar a sua ideia em um livro que prende o leitor igualzinho os dele faz.

ALTERIDADE


Seu personagem vive um novo código e você precisa fazer isso ser dramatizado na história.

Copyright 2018 - André Vianco Produções Literárias - All Rights Reserved.